sábado, 27 de setembro de 2008

Máximas em mínimas (34)

Respeito
"Dantes, respeitava-se tanto o regedor como o cantoneiro. Hoje, quem respeita quem? Se os desejos de cada um fossem nobres e houvesse lealdade na língua, o entendimento seria bem melhor..."
José Rego. A Aurora do Lima. 24 de Setembro de 2008.

1 comentário:

aureliano disse...

Finalmente percebi porque é que não há respeito. Já não há cantoneiro nem regedor!!!!!!!!!
um abraço
aureliano