sexta-feira, 24 de março de 2017

Para a agenda: "Fuga" em Setúbal - entre o TAS e Rui Zink



A estreia é hoje, pelas 21h30, no Teatro de Bolso de Setúbal. O TAS (Teatro Animação de Setúbal) inaugura a produção Fuga, de Rui Zink, com encenação de Carlos Curto e as interpretações de Célia David, Duarte Victor, Miguel Assis, Sónia Martins, Susana Brito e André Moniz. Haverá ainda sessões em 25, 26 e 27 de Março, iniciativa com que o TAS se associa ao Dia Mundial do Teatro. Para a agenda!

Para a agenda: "jardins de Neptuno" no Museu da Música Mecânica



O Museu da Música Mecânica, em Pinhal Novo, tem muito para oferecer e para justificar a visita: a sua localização num sítio inesperado, a ampla colecção de instrumentos de música mecânica, uma viagem ao mundo dos sons e das recordações, a concepção propositada para aquele fim. E ainda: actividades a um ritmo interessante, cruzando várias artes. Desta vez é o desenho de Elsa Oliveira sob um título tanto mitológico quanto musical e estético - "Jardins de Neptuno". Em 25 de Março, pelas 17h00. Para a agenda!

Para a agenda: Nos 200 anos de Almeida Carvalho, olhar a Setúbal de Seiscentos


Setúbal está a celebrar os 200 anos do nascimento de Almeida Carvalho, historiador da cidade e da região. Para hoje, pelas 21h30, uma conferência que abordará olhares sobre a Setúbal seiscentista por um olhar contemporâneo da investigadora Laurinda Abreu. No Museu de Arqueologia e Etnografia. Para a agenda!

quarta-feira, 22 de março de 2017

Hoje é o Dia Mundial da Água! E o velho Afonso sabia a importância dela...




"Afonso ainda ia longe, como ele dizia, de ser um velho borralheiro. Naquela idade, de verão ou de inverno, ao romper do sol, estava a pé, saindo logo para a quinta, depois da sua boa oração da manhã que era um grande mergulho na água fria. Sempre tivera o amor supersticioso da água; e costumava dizer que nada havia melhor para o homem - que sabor de água, som de água e vista de água. O que o prendera mais a Santa Olávia fora a sua grande riqueza de águas vivas, nascentes, repuxos, tranquilo espelhar de águas paradas, fresco murmúrio de águas regantes... E a esta viva tonificação da água atribuía ele o ter vindo assim, desde o começo do século, sem uma dor e sem uma doença, mantendo a rica tradição de saúde da sua família, duro, resistente aos desgostos e anos - que passavam por ele tão em vão, como passavam em vão, pelos seus robles de Santa Olávia, anos e vendavais."
Lembrar-se-á o leitor desta personagem, Afonso da Maia de seu nome, figura carismática do romance Os Maias, de Eça de Queirós, cuja primeira edição apareceu em 1888... Pois bem, Afonso, se real fosse e se ainda hoje vivesse, celebraria com garra este Dia Mundial da Água. Bendito Afonso! Sagaz Eça!

terça-feira, 21 de março de 2017

Dia da Poesia, com David Mourão-Ferreira



"E por vezes..." A poesia de David Mourão-Ferreira dita como só ele a sabia dizer. Do livro Matura Idade, de 1973.

Dia da Poesia, ouvindo Jorge de Sena através de Mário Viegas



Um poema excepcional de um não menos excepcional poeta, trazido por uma também excepcional voz. "Carta aos meus filhos sobre os fuzilamentos de Goya", de Jorge de Sena, dito por Mário Viegas. Os direitos humanos num poema de 1963. Excelente!

sábado, 18 de março de 2017

Para a agenda: O franciscanismo e o Mosteiro de Jesus em Setúbal


Mais uma sessão das "Sextas Arte e Ciência" no multifacetado programa que é o roteiro do grupo Synapsis. Desta vez, em 24 de Março, pelas 21h30, o tema é religioso-cultural: "O espírito de Assis na origem do Mosteiro de Jesus de Setúbal". Palestrantes: os franciscanos Frei Henrique Rema e Frei Miguel Loureiro. No Convento de Jesus. Para a agenda!

Para a agenda: Bíblia em verso com apresentação em Setúbal


Eis mais um projecto em torno da Bíblia, sob a responsabilidade criativa de M. Monteiro da Costa: A Bíblia em Verso, de que vai ser apresentado o primeiro volume, alusivo aos cinco primeiros livros do Antigo Testamento, conjunto designado por "Pentateuco" (narração que abrange o período entre a criação do mundo e a morte de Moisés). A sessão vai ter lugar na Cúria Diocesana, em 24 de Março, pelas 21h00.
Outras apresentações desta obra estão anunciadas: para amanhã (19 de Março), na Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense (no Samouco), pelas 16h00, e para 31 de Março, no Centro Paroquial do Montijo, pelas 21h00.
O autor, Manuel Monteiro da Costa (n. 1937, em Marco de Canaveses), é major aposentado da Força Aérea, foi formador nas áreas da Electrónica e da Electrotecnia e colabora na Paróquia de S. Brás de Samouco. Este é o primeiro de um conjunto de seis volumes.
Para a agenda!

Para a agenda: Três sessões sobre arte sacra em Setúbal



Três sessões sobre arte sacra em Setúbal sob o título "Aprender a ler a Arte Sacra". A organização está a cargo da Comissão Diocesana de Arte Sacra de Setúbal. As sessões, a realizar em 25 de Março (na Igreja de S. Julião), 29 de Abril (na Capela do Senhor do Bonfim) e 27 de Maio (na Igreja de S. Sebastião), sempre entre as 10h00 e as 13h00, exigem inscrição prévia. Para a agenda!

sexta-feira, 17 de março de 2017

Para a agenda: revista "Devir" e obra de Ruy Ventura



Duas apresentações numa só: o nº 4 da revista Devir e o livro Detergente, de Ruy Ventura, escritor com boa obra já publicada e professor em Setúbal. Em 23 de Março, nas vizinhanças do Dia da Poesia, na Biblioteca da Escola Secundária Sebastião da Gama, em Setúbal, pelas 18h00.
Para motivar: "Não fotografo ruínas nem sombras, mas retratos de uma ausência crescendo no lintel dos edifícios." Assim diz Ruy Ventura neste seu novo livro (Évora: Editora Licorne, 2016). Para a agenda!