sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Para a agenda: "Memória da Grande Guerra"



"Memória da Grande Guerra" é a possibilidade de contactar com os registos escritos que muitos dos combatentes portugueses nos fizeram chegar através das suas memórias da participação na 1ª Grande Guerra. Memórias da Flandres, mas também de Moçambique e de Angola, as três frentes em que Portugal lutou. Para a agenda!

3 comentários:

Diogo Ferreira disse...

Caro Professor João R. Ribeiro,

Das obras que disponibilizou para a exposição na Biblioteca Municipal, apenas a de Pedro de Freitas e Ana de Castro Osório são relacionados com Setúbal? Ou algum dos outros autores é setubalense?

Obrigado

Diogo Ferreira

Anónimo disse...

Congratulo-me com esta iniciativa.
A memória colectiva é o nosso suporte sócio-cultural, mas poucos contribuem para ela.
Obrigada.
MCT

JRR disse...

Caro Diogo Ferreira,A relação das obras com Setúbal é relativa. A obra de Ana de Castro Osório só tem relação com Setúbal por a autora aqui ter vivido (e casado com Paulino de Oliveira, setubalense); a obra exposta, sobre a participação de Portugal na Grande Guerra, foi um contributo da autora para incentivo à participação, como outros intelectuais e personalidades da cultura fizeram na época (caso de Jaime Cortesão, por exemplo). Quanto à de Pedro Freitas, é apenas um opúsculo sobre um setubalense que participou no CEP, Vicente Penim, que poetou sobre a sua experiência na Flandres, reproduzindo alguns dos seus textos e relembrando esse tempo de convívio entre os dois autores; é um texto jornalístico que reproduz excerto de uma obra memorialística de Pedro de Freitas sobre a sua experiência na Flandres. Há mais uma obra autografada, com dedicatória a partir de Setúbal, que só se relacionará com esta região porque o seu autor, militar, estaria, à data da oferta, destacado em Setúbal. Creio que será tudo.